Palavras cruzadas e um pouco de café.







domingo, 26 de fevereiro de 2012

Escrevendo com outras palavras


He won't go - Adele 



Alguns dizem que eu estarei melhor sem você, mas, eles não te conhecem como eu. Ou pelo menos os lados que eu achava que sabia.
Eu não posso suportar esse tempo, ele se arrasta enquanto eu perco a cabeça. Lembrado pelas coisas que eu encontrei, como notas e roupas que você deixou para trás. Me acorde quando tudo estiver feito, eu não me levantarei até que esta batalha esteja ganha... Minha dignidade se desfez.
Mas eu não irei, eu não posso fazer isso sozinha. Se isto não for amor, então o que é?
Estou disposta a assumir o risco! Petrificada, estou muito assustada para entrar nessa viagem. E se eu perder meu coração e declinar? Eu não me perdoarei se eu desistir tentando. Eu ouvi a voz dele hoje, eu não sei uma única palavra do que ele disse. Nenhuma semelhança com o homem que eu conheci, ao invés disso, apenas um garoto vago quebrado. 
Haverá momentos que nós tentaremos e desistiremos, arrebentando as costuras, sem dúvida nós quase desmoronamos, então queimamos as peças para vê-las virarem pó. Mas nada nunca vai nos contaminar... Quando ele falou ontem - você disse para prender a minha respiração... sentar e esperar. 
Eu estarei em casa logo, eu não me atrasarei..  Porque ele não irá, ele não pode fazer isso sozinho...
Se isto não for amor, então o que é? Nós estamos dispostos a assumir o risco!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Com outras palavras



Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis

e esquecer pessoas inesquecíveis.Já fiz coisas por impulso,

já me decepcionei com pessoas que eu nunca pensei que iriam me decepcionar,

mas também já decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger, já dei risada quando não podia,fiz amigos eternos,
e amigos que eu nunca mais vi.
Amei e fui amada,mas também já fui rejeitada, fui amada e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,já vivi de amor e fiz juras eternas,e quebrei a cara muitas vezes!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).
Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida. E você também não deveria passar!
Viva!!
Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe
e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante.


Autoria Desconhecida

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Mulheres inteligentes, caras babacas.


"Afinal, um cara babaca sempre dá pista de que é babaca, só não enxerga quem não quer."


Tutorial: Eu não quero mais me f*#%er!






Sexta-feira “pós-carnaval”,  acredito que é o momento mais oportuno possível para entender o motivo que me leva a escrever essa noite. Estou no intento de escrever-lhes sobre o que talvez  seja o maior motivo de choros e decepções,  de corações partidos e pessoas apressadas em mudar o status do relacionamento no facebook. A praga daqueles que correm longe com medo de relacionamentos sérios – as vezes com motivos relevantes- estou falando meus caros amigos leitores, sobre o apego. É, alguns pensam que seja algo mais que normal, e eu até concordo em certo ponto, no entanto, o que mais falta para muitas pessoas é a capacidade de conquistar a outra no seu devido tempo, dando-lhe seu espaço, respeitando seus desejos. Muitas pessoas usam a desculpa de que não gostam de “joguinhos”, porém não são joguinhos meu amor, mas sim, a lei natural da vida, é a parte mais gostosa e instigante da coisa, chama-se conquista. Contudo tem gente que não sabe o que é isso, faz as coisas de uma maneira totalmente fora do rumo, e acabam saindo com o coraçãozinho dilacerado.
Primeiro vamos entender o seguinte, não é preciso cronometrar, nem tentar adivinhar se daqui há 5 ou 10 anos vocês estarão juntos, ou fazer com que aquela pessoa seja a sua vida, seu alicerce ( além de ser cafona, dá a outra pessoa sensação de prisão), tente apenas viver as coisas, deixem que elas aconteçam! Isso quer dizer, evite criar expectativas. Essas danadas acabam com a gente quando não são correspondidas.
 Em seguida, finja não se importar. É o melhor começo quando se quer algo mais “profundo”. Nada de mensagens o dia inteiro. Muito menos ligações. Ligue vez ou outra para começar a engrenar a coisa, afinal, ninguém sabe o calado quer né verdade? Evite agir como dono(a), ou demonstrar ciúmes a quem você conhece há algumas semanas. É perigosíssimo.
Seguindo o obvio, deixe as coisas acontecerem naturalmente. Sem grandes pressões. Faça com que aquele garoto ou garota sinta literalmente, vontade de você. Não se apegue ao primeiro sorriso que ele(a) te dá. Ou seja, essas práticas nos poupam de possíveis frustrações. Já que não é sempre que encontramos pessoas com o mesmo objetivo, melhor dizendo, tais práticas diminuem os riscos de um possível coração partido. Ah e não esqueça, se ele(a) te tratou como mera opção e com indiferença,  dê-lhe um “pé na bunda” acaso esse  indivíduo venha até você depois de décadas, ele(a) tem que se tocar de que, o encanto sempre acaba.  Ele(a) não é a última coca-cola do deserto... nem se fosse, eu prefiro Guaraná Antártica, mesmo!