Palavras cruzadas e um pouco de café.







domingo, 28 de outubro de 2012

Entre contrastes e contradições...

Sexta potência mundial e a 84ª posição no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o Brasil é também o país que a apresenta uma das maiores taxas tributárias do mundo, perdendo apenas para a Suécia, que tem um dos melhores IDH. As contradições tornam-se evidentes a partir de tal dado, uma vez que os impostos pagos por cada cidadão desta nação deveria voltar na forma de investimentos nos mais variados setores, ou seja, este país deveria estar algumas posições à frente no IDH comparado ao atual.
Dessa forma, fica uma pergunta: O que explica tamanho paradoxo? Pois a população não deixa de pagar os mais variados impostos, no entanto há as mais variadas lacunas em nosso país no que diz respeito aos serviços prestados. Os tão conhecidos impostos foram criados para diminuir as diferenças sociais, isso significa que, os pobres deveriam receber os mesmos serviços públicos dos ricos, tais como: saúde, transporte, infra-estrutura, educação, etc.No entanto, isso pouco se ver. Tal realidade pode ser explicada por um fator muito conhecido pela população brasileira, a corrupção e a falta de punição.  Sim, pois se estas não existissem não haveria porquê muitas pessoas pagarem serviços privados como saúde e educação. Pois os impostos voltariam de forma mais justa à população.
Em vista dos argumentos apresentados, percebe-se que os governante precisam fazer sua parte, ou seja, investir no bem social da população. Fazendo com que as altas taxas tributárias pagas pelo brasileiro sem distinção de posição social, raça ou sexo retorne a todos em forma de desenvolvimento, sem distinção. Destarte, a sociedade também deve ser mais consciente ao escolher seus representantes, pois desta forma os principais problemas ligados à corrupção política poderão sanar e assim teríamos uma sociedade com um pouco menos de contradições e paradoxos.